Itens de papelaria que eu mais usei em 2015

Final de ano bate aquela reflexão, né? Estava aqui pensando em posts para o blog e pensei em mostrar os itens que eu mais usei em 2015, mostrando também alguns favoritos. Ah, lembrando que eu estou focando nos tipos de produtos em si e não nas marcas. Sabe por quê? Pelo simples motivo de existirem várias marcas  que produzem esses produtos e várias delas são igualmente boas. Dependendo do item, uma marca pode ser bem barata no estado de São Paulo, mas pode ser a mais cara no estado do Rio Grande do Norte. Não podemos esquecer também das pequenas empresas, que muitas vezes, até fazem pedidos customizados do jeitinho que queremos. Vamos ao que interessa, então?

loja etsy imprimivel papel stickers adesivos meu reino de papel

Papel
Vou começar pelo papel porque sem ele nada acontece aqui em casa. Não importa se é para me organizar no dia-a-dia ou se é para registrar memórias. Não tem como não usar papel.

  • Papel branco e colorido (75g e 90g)
  • Papel decorado para scrapbook (divisórias, dashboard, decoração do 15 listas, smash book)
  • Papel cartão colorido 176g (faço divisórias, recortes de papel, folhas para smash book)
  • Papel gloss para fotos (principalmente para miniaturas de fotos para journal e smash book)
  • Etiquetas brancas (para fazer adesivos)

imprimível printable A5 agenda semanal sem data uma semana em uma página lista de tarefas etsy

Miolo e adesivos digitais
Segundo item mais importante da minha lista! Ter vários modelos me ajudam não só a usar o melhor tipo de insert para cada situação como manter o planner interessante e convidativo para usar sempre, sem desculpa ou cair na rotina.

the jumping fox etsy insert semana vertical em duas paginas wo2p weekly vertical on two pages decorated

unboxing hobonichi 2016 haul a5 cover wahi tape pentel touch notebook planner

Régua de metal, estilete de precisão, mini guilhotina e tesoura
Eu não ia incluir a mini guilhotina, mas depois lembrei que é o que eu mais uso quando vou fazer o 15 listas, cartinhas e smash book. Até mesmo algumas divisórias com papel para scrapbook. Ela não substitui estilete e tesoura, principalmente quando faço refil e caderninho em casa. Ah, tesourinha não pode faltar! Adoro as pequenas e com ponta bem fininha.

guilhotina estilete tesoura régua

Canetas, canetas e  mais canetas
Não tem como ficar sem! Seja a pretinha básica ou coloridas, tem que ter caneta, não é mesmo? E  se você for gulosa por canetas como eu, quanto mais melhor! Mas é claro que a gente não usa tudo durante o ano todo. Tem sempre as preferidas!

  • Caneta gel na cor preta (ponta 0.4mm)
  • Caneta esferográfica colorida (ultra fina)
  • Caneta de precisão na cor preta (pontas 0.1mm e 0.3mm)
  • Canetas de ponta de feutro neon (ponta 0.4mm)

canetas

Fita adesiva decorada, a famosa washi tape
Seja para decorar ou fixar algo temporariamente em algum lugar, as washis tapes são muito bem-vindas aqui em casa! Sempre cabe mais uma! As que eu mais uso são:

  • de cores sólidas
  • de tema floral
  • de temas geométricos/abstratos

washi

Carimbos de madeira e de silicone 
Uso sempre que tenho um tempinho extra, tanto para a parte funcional nos meus planners quanto para decoração. Uso carimbeiras com efeito de giz que não passam para o outro lado da folha 90g.

  • carimbos pequenos (aniversário, viagem, lembrete, etc)
  • carimbos médios (to do list, decoração)

carimbos madeira silicone planner agenda

E você? O que mais usou em 2015? Algum item preferido que se tornou indispensável? Deixe sua resposta aqui nos comentários  😉

Posts relacionados:
Resenha de canetas de ponta porosa
Resenha de canetas que apagam
Não sabe que papel usar? Eu te ajudo

Agendas fichário: Onde comprar, vantagens, desvantagens e muito mais

agenda fichário personal filofax kikkik kate spade color crush onde comprar dashboard decorada

Com certeza a dúvida mais comum de quem entra nesse mundo de agendas e planners é saber quais são as marcas que vendem agenda fichário (ou agendas argoladas) e onde podemos comprá-las. Embora a Filofax, seguida da Kikki-K, sejam as queridinhas da mulherada, há outras marcas não tão famosas assim que cumprem com a mesma funcionalidade. Neste post bem direto, ao estilo pergunta e resposta, tentarei responder algumas das perguntas que eu recebo via Instagram. Tá preparada?

Quais marcas existem?
Existem muitas marcas, principalmente fora do Brasil. Eu nem conheço todas! Segue algumas mais famosas.
Marcas que vendem fora do Brasil: Filofax, Kikki-K, Day Timer, Day Runner, Franklin Covey e genéricas
Marcas que vendem no Brasil: Tilifax, Redfax, Maiofax e genéricas

kikki-k agenda fichário argolada lilás couro

Kikki-K Life Planner – Tamanho Large (A5)

Como eu faço para comprar uma? 
Talvez eu não seja a pessoa mais indicada para responder à essa pergunta, justamente porque eu não moro mais no Brasil. Além disso, tudo depende de qual marca você quer e o quanto você está disposta a gastar. Mas, vamos lá!

Marcas que vendem fora do Brasil: Comprar uma Filofax morando no Brasil pode parecer missão impossível. A opção mais barata seria comprar quando estiver em uma viagem internacional (América do Norte ou Europa) ou pedir para alguém trazer para você. Das marcas que mencionei a Kikki-K é a única que entrega no Brasil. Comprar pelo Ebay também pode ser uma opção e lá você pode encontrar todas as marcas. O site do Aliexpress me parece a opção mais popular para comprar as de marcas genéricas. Lembre-se, compras internacionais podem ser taxadas! Só recomendo comprar se souber o que está fazendo.

Marcas que vendem no Brasil: Há papelarias e livrarias locais que vendem Tilifax, principalmente as lojas maiores. Ainda assim, pode ser que na sua cidade não tenha. Neste caso a melhor saída será comprar online. Lojas que vendem produtos da China podem ter alguns modelos genéricos. O Google é seu amigo para encontrar lojas virtuais que estejam com promoção no momento.

agenda fichário personal filofax kikkik kate spade color crush onde comprar

Filofax Metropol, tamanho Personal

Preciso de uma Filofax para começar a me organizar? 
Não! Uma Filofax (ou outra marca) é apenas uma das formas de você colocar a sua organização dentro de algum lugar. Agendas fichário são apenas ferramentas para ajudar a você a se organizar. Ela sozinha não organiza nada para você. Para começar basta papel e caneta. Como papéis soltos não são muito fáceis de organizar, você pode optar por usar um fichário comum, caderno costurado, espiral ou o caderno arc. Eu mesma não comecei com uma Filofax e só comprei uma quando eu tive a certeza de que ela atendia às minhas necessidade de organização. E olha que ela estava em promoção!

planner de estudos agenda estudante caderno de organizacao fichario universidade faculdade estudos como ir bem na prova

Day-Timer Soft

Como saber se uma agenda fichário vai ser boa pra mim?
Infelizmente só você vai poder responder à essa pergunta após usar uma. Dá para testar usando um fichário A5 (desses de papelaria mesmo) por um tempo. Se a dúvida é entre os tamanhos, sugiro testar os tamanhos cortando folhas e simulando o uso. Para sentir o espaço que cada uma tem. Algumas vantagens e desvantagens das agendas fichário que podem te ajudar a fazer uma escolha mais acertada:

16_divisorias

Filofax Calipso – Tamanho Compact

Vantagens:
Permite usar por vários anos, basta tirar as páginas usadas, arquivar e colocar as novas.
É possível a inserção, remoção e troca de lugar de todas as folhas de forma fácil e rápida
Miolo 100% customizável, ficando fácil se manter organizada mesmo quando a rotina muda
Você pode decorar/reorganizar as divisórias sempre que quiser

Desvantagens:
Quase sempre é preciso imprimir seus inserts em casa ou mandar imprimir na gráfica
A etapa de cortar e furar as folhas pode ser chata para algumas pessoas
Os anéis atrapalham um pouco para escrever, precisando tirar as folhas das argolas

É isso! Espero ter ajudado vocês!
Quem quiser conhecer mais sobre agendas fichário poderá usar os links abaixo. Tem série de posts, resenhas e até informações mais detalhas das marcas Filofax e Kikki-K.

Sugestão de leitura:

Agendas fichário: Filofax

Agendas fichário: Kikki-K

Agendas fichário: A6 não é Personal
sobre tamanhos de papéis em geral

Resenha: Personal Time Planner Large da Kikki-K

Resenha: Filofax Domino Patent Turquoise

Minha vida numa Agenda – Parte 1: Introdução

 

Agendas fichário: A6 não é Personal

tamanhos de papel agenda fichário filofax hobonichi personal A5 A6

Tenho visto muita confusão quanto alguns tamanhos de agenda fichário e seus inserts e achei melhor escrever sobre isso. Não só com o intuito de esclarecer e informar, mas também com o intuito de não ver mais essa confusão por aí, que não só pode gerar frustações quanto informar outras pessoas de forma errada. A foto acima já responde bem o título desse post, então eu tentarei ir além e explicar um pouco mais sobre os tamanhos de papéis em geral, imprimíveis e tamanhos de agendas fichário.

ISO 216
Criado em 1975, este padrão internacional define os diferentes tamanhos de papel e os classifica em séries. Destas, a série A é a mais comum. Ah, agora você já sabe porque o papel sulfite se chama A4! Como nem tudo nessa vida são flores, os EUA e o Canadá não usam este padrão internacional.

300px-A_size_illustration_svg

Série A
O primeiro tamanho dessa série é o A0, que possui 1 metro quadrado de área. Dividindo esta folha na metade, sucessivamente por 10 vezes, obtemos todos os papéis da série, que vai de A0 à A10. E é por isso que 2 A5 formam uma A4 e 2 A6 formam uma A5. O padrão ISO 216 foi feito não só para padronizar como para evitar o desperdício de papel.

Tamanhos dos papéis que mais usamos (largura x altura):
A4 – 21,0 cm x 29,7 cm
A5 – 14,8 cm x 21,0 cm
A6 – 10,5 cm x 14,8 cm

 

Image0060Padrão usado nos EUA e no Canadá 
Este padrão foi criado pela ANSI (American National Standards Institute) e possui proporções arbritárias para os seus tamanhos. Observe a foto ao lado, veja como o tamanho Carta (Letter) é bem mais curto que o A4.

Tamanho do papel que mais usamos (largura x altura):
Carta – 21,6 cm × 27,9 cm (8,5 × 11,0 polegadas)

E o tamanho Personal? Da onde vem?
Até onde eu sei, este tamanho não pertence a nenhum padrão internacional. Muito provavelmente foi criado por alguma empresa que vende agendas e planners, já que livros também não são comuns nesse tamanho. Talvez tenha sido criado pela própria Filofax, pois é um dos tamanhos que ele fabricam e a empresa é bem antiga (1921!). Isso significa que, além dos refils que a própria empresa vende, não há papel nesse tamanho para vender na papelaria. Você terá que fazer em casa, seja usando uma folha como modelo ou usando arquivos com marcações de corte para esse tamanho de papel.

Tamanho do papel (largura x altura):
Personal – 9,5 cm x 17,1 cm

Se os tamanhos são tão diferentes, porque a confusão? 
Os tamanhos por si só, uns padronizados e outros não, já podem causar confusão para quem está começando agora. Eu só mencionei 4 aqui, mas se formos falar dos tamanhos mais comuns de agendas, planners e cadernos, vira quase uma sopa de letrinhas: A5, personal, pocket, mini, compact, medium, large, classic, A6, regular, passport…e a lista não acaba por aqui! Aliado à isso, há alguns produtos genéricos no mercado que usam a terminologia errada, às vezes chamando o A6 de personal. Existe também algumas blogueiras e lojas Etsy chamando inserts tamanho meia carta de A5!  Viu a importância de conhecer os tamanhos?

filofax tamanho da folha agenda fichario

Medidas em milímetros

Como saber o tamanho da agenda que está comprando? 
Sempre utilize as medidas em centímetros! Com essas não têm dúvida do que está comprando. Ah, e não confie nas medidas da capa como referência para as medidas das folhas, já que as margens da capa variam de fabricante para fabricante, e até nestes, variam de modelo para modelo. Faça uma lista dos tamanhos em uma folha (ou use uma lista pronta da internet), vai ser útil não só no momento da compra da agenda, mas também na escolha de imprimíveis,  refils e cadernos/blocos para cortar e usar como folhas para anotações. Resumindo: olhe sempre as medidas das folhas em centímetros ou na unidade que está mais acostumada!

E na hora de imprimir inserts para planners? 
O ideal é sempre usar o insert adequado para o tamanho do seu planner, e em alguns casos como o A5, usar um feito para o papel A4. Esta é a única forma de você ter certeza de que as margens, texto e imagens não sofrerão distorções e nada será deixado de fora da área de impressão. Um problema muito comum entre as brasileiras é a impressão de inserts no padrão norte americano. Lembra a imagem que compara o tamanho carta e A4? Então, quando você imprime uma imagem ou pdf para tamanho Carta (Letter) numa folha A4 (mesmo que seja para cortar e ficar tamanho A5) a impressora vai precisar redimensionar o arquivo, seja para ficar 100% dentro da A4 (e aí sobram o espaço todo embaixo em branco) ou seja para caber o máximo possível na A4 (cortando margens e as vezes até texto).

Ufa! O post ficou longo, espero que vocês tenham sobrevivido até o final dele 🙂 Quer saber mais sobre agendas fichário? Dá uma olhadinha aqui (link em breve).

Fontes:
Tamanhos de papel Wikipedia
ISO 216 e imagens Wikipedia
Imagem tamanhos Filofax

Como reutilizar uma agenda fichário com refil antigo

agendas fichário filofax personal domino apex kikki-k large time planner

Recebi essa perguntinha via comentário de um post. Achei bacana responder em forma de um novo post porque pode ser uma dúvida de outras pessoas.

Pergunta Original:
Olá, gostaria muito da sua opinião sobre como eu posso reutilizar uma agenda fichário novinha que eu ganhei, ela é de 2011 e eu realmente quero utilizá-la este ano mas, eu preciso alterar toda a agenda. Como eu faço? Por favor, ajude-me a não descartá-lá!

Situações em que a resposta se encaixa:
Agenda fichário antiga
Agenda fichário sobrando em casa
Algumas dicas servem também para agendas encadernadas

Resposta:
Olá, obrigada por postar a sua pergunta. E claro que eu ajudo! As agendas fichário são tão versáteis que há mais de uma forma de reutilizá-las. Nada de jogar fora. Seguem as minhas sugestões:

1) Usar como agenda deste ano, mantendo como ela está e fazendo modificações para atualizar as datas:
Você pode usar adesivos feitos por você mesma ou washi tape (fita adesiva decorada) para corrigir as datas. No caso dos adesivos, a nova data poderá ser escrita à mão ou feita no computador e impressa utilizando uma impressora. No caso de fita adesiva você precisará de uma caneta permanente para escrever sobre ela, como aquelas canetas para escrever em CD, mas de ponta fina. Há algumas fitas que aceitam bem caneta esferográfica normal, só testando para descobrir.

agenda remarcada como reutilizar agenda velha fichario

decoracao agenda fichario filofax fevereiro 23 28 2015

2) Usar como agenda deste ano, se desfazendo do miolo original e mantendo somente a capa:
Neste caso você precisará comprar um miolo que sirva para ela, ou ainda, fazer você mesma em casa. Neste caso, precisará das ferramentas de corte de papel e do furador de um furo. Pode ser feita 100% à mão ou usando imprimíveis prontos. Neste post aqui você pode encontrar a minha agenda semanal e neste a mensal para os meses de janeiro à julho.

3) Usar para outros fins que não uma agenda de compromissos:
Poderá utilizar ou não o miolo original, depende do tipo do layout da agenda e da pertinência das datas para o seu uso. Há a possilidade de fazer um refil com folhas para anotações utilizando folhas de cadernos velhos (sempre sobra algumas no final) ou usar folha sulfite. Precisará cortar e furar para adaptar ao tamanho da sua agenda. Use uma folha da agenda como molde. Sugestões de uso:
– diário
– caderno de memórias
– caderno de desenhos
– caderno de anotações
– 30 dias em listas (é um tipo de caderno de memórias, saiba mais aqui)
– caderno de receitas
– planejamento: construção de casa, viagem, casamento, TCC, trabalho autônomo
– histórico médico da família (guardar receitas, registrar sintomas, melhoras, etc)

Não sabe que papel usar? Eu te ajudo!

papel colorido

Quem começa nesse mundo de papéis e de fazer a sua própria agenda fica um pouco confuso na hora da compra. Afinal, mesmo sem nunca ter feito uma agenda é fácil perceber que o papel que usamos para escrever são diferentes daqueles que usamos para fazer as divisórias. Foi pensando nisso que eu resolvi fazer um resumo de todos os papéis que eu estou usando, não somente para refil de agenda, mas também para meus cadernos de memórias, anotações, impressões, fotos e desenhos. Embora a qualidade do papel possa variar com a marca, eu acredito que esse post vai te dar uma idéia mais clara de quais papéis se adequam ao seu perfil de uso e o que é possível fazer com eles.

Papel sulfite 75g ou inferior: Ideal para escrita à caneta esferográfica ou à lápis. É possível carimbar nessas folhas, mas precisa ser uma cor bem clarinha ou carimbeiras específicas que não vazam para o outro lado da folha. Eu tenho poucas cores de carimbeiras assim, então eu só uso carimbo nessa folha se eu puder descartá-la se a tinta vazar. Eu não gostei muito de fazer colagens nele porque às vezes, com a sobreposição de itens em apenas um dos cantos da folha, eu percebo que o papel não suporta o peso. Não rasga nem nada, só é esquisito virar as páginas sentindo que há mais peso em uma parte da folha.
Como eu uso esse papel: refil de agenda, cadernos feitos à mão, carta para amigas, anotações feitas à mão e impressões (somente texto).

Papel sulfite 90g: É o meu preferido e uso para tudo: impressão em cores ou à laser, escrita com canetas esferográficas ou de ponta porosa, carimbos e colagens. Esse papel é bem mais encorpado que o anterior e o prefiro para fazer a o refil semanal da minha agenda que desejo decorar. Assim evito surpresas com canetas que vazam para o outro lado. Ainda assim, não é um papel à prova de vazamento de tinta. Por exemplo, para a escrita com caneta de ponta porosa eu vejo a sombra do outro lado e não me incomoda, mas não posso desenhar e pintar com caneta porosa porque vaza, pelo fato de passar a caneta mais de uma vez no mesmo lugar e saturar o papel.
Como eu uso esse papel: refil de agenda, cadernos feitos à mão, colagens, carimbos, carta para amigas, anotações feitas à mão e impressões em geral.

paper

Papel cartão 199g: Esse papel é bem mais grossinho e ainda é flexível caso precise fazer dobras simples. Para evitar que as fibras quebrem e fiquem à mostra eu faço um traço nos pontos de dobra usando uma vincadeira. Nesse papel nenhuma das minhas carimbeiras vazam. Canetas de ponta porosa grossa vazam se utilizadas para pintar desenho, mas ainda prefiro ele se precisar de papel mais grosso e não uso o verso. Na embalagem do meu está escrito que pode ser utilizado em impressora.
Como eu uso esse papel: capa para cadernos feitos à mão, divisórias para agenda (com impressão ou sem), refil para journal de poucas folhas em fichário, folha base para scrapbooking e journaling cards.

Papel para scrapbooking: São aquelas folhas com estampas, gramatura variada. São vendidas soltas ou em blocos, em diversos tamanhos, mas geralmente são folhas de 30cm x 30cm. Às vezes eu acho o papel fino para fazer divisórias, então eu o colo em um papel cartão e corto no tamanho que precisar.
Como eu uso esse papel: decoração de divisórias, decoração de journal (caderno de memórias), abas, itens de decoração com furadores de papel.

scrapbook

Papel fotográfico 160g (glossy paper): Papel para foto mais fino que os de foto normal. Gosto dele porque não faz muito volume no meu caderno de memórias. Compro no formato A4, coloco várias fotos em tamanhos diferentes e depois corto.
Como eu uso esse papel: fotos em diversos tamanhos para colagens ou porta retrato.

Papel de etiquetas branca: Comprei o pacote que não há cortes, ou seja, a folha é inteira. Assim posso fazer os meus próprios adesivos e etiquetas em casa. Uso tanto para imagens, minhas ou da internet, como para carimbos. Corto tudo e já deixo pronto para o uso.
Como eu uso esse papel: fabricação de adesivos e etiquetas.

Papel vegetal Canson 40g e marcas genéricas: Papel transparente para lápis, tinta, marcadores e ponta porosa. Eu tenho o da marca Canson para trabalhos da faculdade, mas os de marca genéricas também são suficientemente transparentes e por um preço muito mais acessível.
Como eu uso esse papel: decoração, anotações sem danificar o original e copiar algum desenhos que eu já fiz.

Papel para aquarela Canson XL 300g: Uso para aquarela mas sei que muitas pessoas usam para carimbos também. Se tiver carimbeira à prova de água poderá carimbar e pintar com aquarela depois.
Como eu uso esse papel: pinturas usando aquarela

Papel para marcadores Letraset 70g:Papel para canetas de ponta porosa a prova de vazar tinta para o outro lado. Por ser um papel para uso profissional e bem mais caro que os outros eu só o uso para trabalhos profissionais ou da faculdade. Somente a parte da frente é utilizada, pois no verso vemos a tinta que o papel absorveu.
Como eu uso esse papel: croquis e desenho final com caneta de ponta porosa.

Claro que existem outros tipos de papéis e variações que não foram citadas aqui, mas acredito que cobri boa parte deles para fazer agendas, scrapbooking e journaling. No momento da compra você vai perceber que existe uma pequena variação na gramatura entre um papel e outro, principalmente os que são mais grossos como o papel cartão. Por exemplo, há marcas que vendem 180g, outras 199g e outras 210g. Se for possível pegue o papel na mão para sentir o que mais lhe agrada ou compre em pouca quantidade até descobrir os que gosta mais. Eu não sou muito exigente entre alguns tipos de gramatura de papel, principalmente entre essas pequenas variações que eu citei. Eu compro o que eu julgar que possui o melhor custo benefício.

É isso, espero ter ajudado vocês. Divirtam-se.

 

Fonte e crédito das imagens:
1 – Photobucket
2 – Simon Pearson
3 – Phonix Scrapbook Store

Minha Vida numa Agenda – Parte 2: Abas e Divisórias

Uma agenda possui várias partes e cada uma delas é separada das demais por divisórias. Quando possuem abas, as divisórias tornam-se atalhos rápidos para uma parte específica da agenda, poupando-nos de folheá-la. As divisórias e abas podem ser compradas prontas ou feitas de qualquer material, como papel mas grosso, papel cartão, cartolina e pastas de plástico flexível. Para as abas, além desses materiais podem ser usados papel comum fixado com fita adesiva, post-its (de papel ou de plástico), adesivos e clips decorados.

Abas feitas com adesivos

Aba feita com 2 adesivos redondos, cada um colado de uma lado do papel

 

Diversos tipos de papéis e plásticos autoadesivos

Diversos tipos de papéis e plásticos autoadesivos

 

As divisórias mais usadas são as que indicam:

  • os meses do ano
  • o calendário anual ou lista anual de afazeres (como checkup, manutenção de carro, casa, limpeza de caixa d’agua, etc)
  • o bloco de notas
  • listas (livros para ler, receitas, lista de compras, etc)
  • o índice telefônico, composto por várias abas (A-Z)

As abas mais usadas são as que indicam:

  • o dia ou a semana, dependendo da agenda que utiliza
  • uma página ou informação importante para você
  • subdivisões de páginas entre divisórias

 

Divisórias em papel cartolina com as abas revestidas com fita adesiva decorada

Divisórias em papel cartolina com as abas revestidas com fita adesiva decorada indicando os meses do segundo semestre do ano

 

 

Marcador de dia ou semana para agendas tipo fichário

Marcador de dia ou semana para agendas tipo fichário

Em caso de falta de espaço na lateral direita da folha, use o topo ou a parte inferior das páginas, sempre tomando o cuidado de não sobrepor as abas, caso contrário, perderá tempo tentando pegá-las.

Abas adicionadas na parte superior das folhas

Abas adicionadas na parte superior das folhas

As divisórias possuem uma vantagem a mais sobre as abas que é todo o espaço da folha. Pode ser usado na forma decorativa como conter informações importantes para aquela parte da agenda. Por exemplo, se você fez uma divisória para o mês de novembro (agenda diária ou semanal), você pode colocar o calendário mensal sobre a divisória. Se você costuma colocar as contas à pagar na agenda pode ser interessante reuní-las na divisória respectiva ao mês de pagamento, colocando dentro do bolso da divisória ou prendendo com um clips. As divisórias, por serem de papel mais grosso, não amassarão com o peso de papéis.

Não há regra para o uso de abas e divisória. Dependendo do que for, uma aba pode facilmente substituir uma divisória. Para informações temporárias use post-its, será mais fácil para remover depois. O intuito é acessar as páginas de que precisa usar de forma rápida e eficaz. E nada de perder tempo folheando páginas e pensando “Ai, aquele número de telefone estava por aqui!”.

Gostaria de aprender à fazer divisórias?

Neste vídeo a Patricia do canal My Life and Paper ensina a fazer.

Gostaria de fazer sua própria divisória com um bolso de papel?

Confira esse vídeo onde a Patrícia ensina a fazer um bolso de papel, passo à passo. Para transformá-lo em divisória basta adicionar uma aba.

Minha Vida numa Agenda – Parte 1: Introdução

Organizar nossas vidas de forma a tornarmos produtivos não é tarefa fácil. Principalmente quando não aprendemos da forma correta, pois podemos nos frustrar e achar que usar um método para anotar o que tem que ser feito é, além desnecessário, uma perda de tempo. Criar e manter um novo hábito exige disciplina, mas posso garantir que vale a pena! E foi pensando nisso que decidi escrever esta série de posts.

Esta série tem como objetivo orientar as pessoas que desejam aprimorar a organização pessoal utilizando uma agenda como ferramenta principal. Aqui não há verdades absolutas, muito menos dicas infalíveis, apenas informações úteis. Para facilitar, a série foi dividada em:

Parte 1: Introdução (que é este post)

Parte 2: Abas e Divisórias

Parte 3: Rotina de uso e atualização

Parte 4: Como e o que anotar para se manter produtivo

Parte 5: Como criar mais espaço na agenda

Parte 6: Decorar ou não, eis a questão

Como eu ainda estou escrevendo pode ser que eu mude alguns títulos ou acrescente mais posts para a série. Se vocês tiverem sugestões é só escrever nos comentários 🙂

Então vamos lá! Antes de começar a falar de como usar uma agenda eu irei falar sobre as partes mais comuns dela. Varia de modelo para modelo, e nem sempre é necessário usar a agenda da forma em que ela foi feita. Se você tem o costume de fazer sua própria agenda é importante saber quais são as partes mais comuns e como poderá utilizá-las.

Primeira página – Informações Pessoais
Não precisa ter muitos detalhes sobre você se não quiser. Basta adicionar as informações necessárias para alguém devolver sua agenda, no caso de você perdê-la.

Primeira página da minha agenda

Primeira página da minha agenda

Um bolso plástico ou um envelope – Caixa de entrada para papéis avulsos
Pode ser colocado no inicio da agenda, antes mesmo da primeira página, se preferir. Ele pode ser utilizado como caixa de entrada (conceito extraído do GTD), ou seja, como lugar para reunir pequenos papéis, nota fiscal, panfleto e qualquer outro material que decidirá o que fazer depois. O intuito é não perder nenhuma informação importante, e quando tiver um tempo, ter todo o material necessário num só lugar para processar (anotar na agenda, arquivar, delegar, etc). O fato de ter uma caixa de entrada diminui até mesmo o estress e desorganização. Nada mais de encontrar papéis soltos no meio da bolsa, dentro de bolso de casacos, e sabe-se lá onde mais. Caso não tenha sua agenda sempre com você, poderá usar o que achar melhor, mas precisa ser um lugar definido. No caso de bolsa e mochila, pode ser um saco tipo Ziploc, um envelope ou uma pasta elástica. No caso de uma casa ou escritório, poderá ser uma caixa não muito alta. Não esqueça de periodicamente processar o que há dentro.

Calendário anual
Para identificar rapidamente dias da semana, feriados e datas importantes ( caso adicione alguma).

Calendário mensal
Para identificar rapidamente os compromissos mais importantes, bem como identificar os dias mais tranquilos. Nem todas as agendas o possuem, mas pode ser adicionado antes do primeiro dia de cada mês.

Páginas datadas – semanal ou diária
Compõe a maior parte da agenda. É onde anotamos os compromissos e tarefas inadiáveis.

Índice Telefônico
Muitas agendas ainda vêm com o índice telefônico, cada vez mais em desuso. Se não precisar de um mas quiser reaproveitar as folhas, poderá usá-lo para cadastro de livros que deseja ler, login e senhas, etc.

A-Z index

Índice telefônico que uso para organizar listas

Bloco de notas
São folhas com ou sem pauta. Úteis para anotações avulsas, principalmente aquelas que são difíceis de memorizar, como por exemplo, modelo de produtos eletrônicos, medidas, horários de funcionamento de um estabelecimento que vai com freqüência, listas de tarefas sem data para execução, etc.

 

Não acha bolso plástico para a sua agenda?

Então veja esse vídeo da Patrícia do canal My Life and Paper. Ela ensina a como fazer bolsos de papel para agenda.

 

Curiosa para saber mais sobre GTD?
GTD é uma sigla em inglês que significa Getting Things Done, assim como título do livro escrito por David Allen, criador do método de organização pessoal. A tradução para o português é A Arte de Fazer Acontecer. Esse método pode ser utilizado com ferramentas em papel, como a agenda, ou com ferramentas digitais. Eu não utilizo o método conforme é sugerido, mas conhecer esse método foi fundamental para eu melhorar muito minha organização pessoal. Recomendo a leitura deste blog, pois ele explica cada uma das etapas. Abaixo deixo uma imagem que resume as ações principais do método, mas que não substitui a leitura.

fluxograma-gtd-para-produtividade

É isso! No próximo post falarei sobre abas e divisórias.

 

Fonte da imagem GTD: Escola Freelance