Caligrafia, lettering, faux calligraphy e freebie!

caftroom decor faux calligraphy lettering

Sempre que eu mostro uma foto ou vídeo de algo escrito, feito com caneta normal ou com caneta pincel, as pessoas me perguntam como eu fiz, como eu aprendi, qual a caneta que eu usei, etc. Neste post eu respondo a todas essas perguntas e no final você encontrará um passo-à-passo e arquivo para download para começar hoje mesmo!

Como eu aprendi
Eu comecei ainda na escola, no ensino fundamental. Lembro da professora de educação artística nos ensinar um pouquinho de caligrafia falsa (faux calligraphy em inglês). Amava os exercícios e, de uma forma ou de outra, eu continuei fazendo. Claro que muitos anos depois com o curso de design gráfico eu acabei experimentando vários outros materiais. Foi quando morri de amores por brush calligraphy e lettering. Comecei a praticar sozinha em casa mesmo, um pouquinho a cada semana. Quando posso faço todo dia, nem que seja 5 minutinhos.

caftroom decor faux calligraphy lettering crayola

Diferença entre caligrafia, lettering e faux calligraphy
Explicação bem simples sobre esses três termos que ouvimos falar por aí, muitas vezes em inglês mesmo por falta de tradução ou pela popularidade do termo em inglês. É bacana ter uma noção da diferença entre eles pois facilita muito quando vamos procurar por inspirações pela internet.

  • Caligrafia: Arte de bem apresentar as letras através da escrita. Na caligrafia nós escrevemos passando a ferramenta escolhida apenas algumas vezes no papel e tá pronto!
  • Lettering: Arte de encaixar letras através do desenho delas, formando uma composição única. No lettering nós desenhamos passando a ferramenta escolhida várias vezes no papel, até atingir o resultado planejado. O planejamento da composição é muito importante e geralmente começamos por um rascunho à lápis.
  • Faux calligraphy ou caligrafia falsa: é a caligrafia feita com o intuito de imitar a caligrafia escrita com bico de pena ou pincel, sem usar essas ferramentas.

A caligrafia e a faux calligraphy (caligrafia falsa) são as duas formas de escrever que mais atraem as pessoas que querem escrever e ao mesmo tempo enfeitar o planner ou o journal. São essas duas que eu mais pratico e abordarei aqui no blog.

brush calligraphy sharpie tombow

Qual material usar
Eu costumo dizer que não há material errado para começar! Sério, até a caneta que você carrega todo dia serve. Haverá limitações, como não poder variar a espessura do traço aplicando pressão na caneta, exatamente como fazemos quando usamos um pincel ou bico de pena. Ainda assim, você pode usar uma caneta normal para reproduzir esses efeitos. Os materiais de base são: lápis, borracha, régua, papel e o material que tiver para escrever. Se usar tinta muito líquida você precisará de papel específico, caso contrário o papel envergará. Tudo depende da quantidade de líquido que irá depositar sobre o papel. É bacana fazer pequenos testes antes de começar. Às vezes o papel que você possui enverga um pouquinho, mas nada que atrapalhe se o seu intuito for apenas praticar.

faux calligraphy pen step by step como fazer calligrafia moderna

Começando com faux calligraphy 
Eu acho válido começar com faux calligraphy, usando a sua própria letra, por três motivos: é a mais simples de todas, você já tem o material em casa e aprendemos a observar melhor as partes das letras. Isso ajuda bastante quando vamos tentar aprender caligrafia usando um pincel. Nas fotos acima e abaixo eu usei papel para impressora e caneta preta Paper Mate Flair M, mas pode ser o que vocês tiverem por aí.

Passo-à-passo para faux calligraphy 
1) Escreva as letras do alfabeto usando a sua letra um pouco mais aberta e mais espaçada do que o normal.

2) Agora, letra por letra, identifique as partes que você escreveu fazendo um movimento para baixo com a caneta. Exemplo da letra “e”: começamos com um traço para cima e depois descemos.

3) Para cada movimento feito para baixo, adicione um traço com o mesmo formato dessa parte da letra (foto acima). Dica: esse traço pode ser para dentro da letra, para fora ou ambos. Você quem decide isso conforme o que julgar que ficará mais bonito.

4)Pinte a área onde desenhou esse traço adicional (foto abaixo).

faux calligraphy pen step by step como fazer calligrafia moderna

Precisa de ajuda para começar? Baixe o freebie!
Quer começar agora mesmo? É só baixar, imprimir e escrever por cima! Fácil, fácil! Depois de compreender bem como faux calligraphy funciona, aventure-se a fazer as letras de outras formas! Por exemplo, eu não gostei muito do meu D e K, então da próxima vez que eu for praticar tentarei melhorar essas duas letras! Se postarem fotos nas redes sociais, me marque ou usem a hashtag #calligraphy101! Vou adorar ver acompanhar vocês!

download_freebie

Gostaram do post? Gostariam de mais posts como esse? Deixe sua opinião aqui nos comentários! :-*

Post relacionados
Como usar aquarela no journal
Como guardar lápis e canetas
Dicas para melhorar a sua letra

Anúncios

Resenha: Caneta gel Pilot G-2 0.7mm

ink colors pilot g 2 07 metalic gel pen review caneta

Canetas, canetas, canetas! Impossível ter demais, né? Principalmente canetas gel coloridas! Eu fiquei um bom tempo sem comprar canetas porque, além de não precisar, já tinhas as minhas preferidas (as da MUJI, resenha aqui). Quem acompanha o mundo plannerístico sabe que a novidade, já há algum tempo, são as canetas Pilot G2 e InkJoy Gel. Eu optei pela Pilot G2 e a Pilot G2 Metallics simplesmente porque além de mais baratas, tinham mais cores diferentes das que eu já tenho em casa. Menos blá, blá, blá e mais resenha, por favor, nos próximos parágrafos 🙂

Modelo
Pilot G2, disponível em 15 cores e 4 pontas diferentes (0.38, 0.5, 0.7 e 1.0 mm)
Pilot G2 Metallics, disponível em 8 cores na ponta 0.7mm

Ponta
Esferográfica

Corpo
Redondo, ergonômico, possui clip e é emborrachada na parte de segurar a caneta

Teste de escrita
Essa caneta é uma delícia, bem macia mesmo. Em parte, essa maciez é devido a ponta 0.7mm, há muito pouco atrito contra o papel. Nos testes que eu fiz aqui, a tinta demorou 6-8 segundos para secar. Provavelmente não é a melhor opção para canhotos (eu não sou canhota).

ink colors pilot g 2 07 metalic gel pen review caneta

As cores
Esse é um quesito que eu sempre considero ao comprar uma caneta nova. No dia-a-dia as cores azul ou preta são as mais usadas, com certeza. Mas, para quem gosta de escrever colorido, rabiscar alguns desenhos no canto da folha ou usar color coding (código de cores), ter variedade faz toda diferença. A Pilot G2 com certeza me deixou bem satisfeita com as opções pois ela vai além do rosa, roxo e azul claro. Abaixo vocês podem apreciar uma amostra das cores das canetas que eu comprei. A primeira, Burgundy, é a mais bonita de todas, na minha opinião.

ink colors pilot g 2 07 gel pen review caneta

Posso usar essa caneta no meu planner ou caderno de bullet journal? 
Sim! Como eu já expliquei por aqui, canetas com tinta gel não vazam para o outro lado da folha. Exceto se usá-las para pintar algum desenho, com várias passadas de tinta no mesmo lugar.

ink colors pilot g 2 07 metalic gel pen review caneta

Posts relacionados
Como guardar canetas
Código de cores e símbolos do bullet journal
Meu organizador de canetas e sugestões de como você pode fazer o seu

Resenha: Faber-Castell Grip Finepen 0.4mm

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

Caneta de ponta porosa! ❤ Quem não gosta? E quem não sofre porque elas vazam para o outro lado da folha? Uma verdadeira relação de amor e ódio, não é mesmo? Bora lá então ver como é essa caneta da Faber-Castell!

Modelo
Faber-Castell Grip Finepen, disponível em 20 cores (nenhuma cor neon)

Ponta
Ponta de feltro, acabamento redondo, 0.4mm

Corpo
Triangular com bolinhas, facilita a pegada por ser ergonômico

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

Teste de escrita
Usei folha de fichário (genérica, qualidade mediana), folha sulfite 75g/m2 (Chamequinho, cor marfim) e folha sulfite 90g/m2 (Xerox, cor branca). Em todas as folhas a tinta faz sombra, mas somente na folha de fichário é que ela vaza um pouco para escrita. Para doodles (sobretudo nas partes pintadas), a tinta vazou em todas as folhas. A tinta espalhou-se um pouco pelas fibras do papel no verso da folha sulfite 90g/m2. Se você é o tipo de pessoa que compra papel para impressora e o usa também para anotações vai gostar de saber disso 😉

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

Teste do marca de texto e do marcador à base de álcool
Usei os marcadores de texto da Bic (amarelo) e da Staedtler (turquesa) e os marcadores à base de álcool (menta e cinza médio, são usados para ilustração). A tinta da caneta da Faber mancha um pouquinho com o uso do marca texto, mas bem pouquinho mesmo. Tem que olhar de perto para perceber que manchou. O mesmo não aconteceu com o marcador à base de álcool.

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

Visibilidade ao escrever nos dois lados do papel
Será que a sombra que a caneta faz do outro lado do papel atrapalha na hora de ler o que está escrito? Foi o que eu pensei quando estava usando essa caneta na folha de fichário. Pois bem, atrapalhar a leitura ela não atrapalha, mas você vê nitidamente texto escrito atrás. Esse efeito diminui conforme a gramatura da folha aumenta e até mesmo no papel 90g/m2 é possível ver a sombra do texto. Pessoalmente eu desistiria de usar essa caneta para anotações em geral.

resenha caneta faber-castell finepen grip ponta porosa

Sensação ao escrever
Gostei da maciez dessa caneta apesar de ser um pouco diferente entre as duas que eu tenho e comprei na mesma loja. A rosa “arranha” mais ao escrever. A olho nu as pontas são exatamente iguais.

Posso usar essa caneta no meu planner ou caderno de bullet journal? 
Com tantas opções de planner e caderno no mercado, fica difícil dizer sim ou não. Tudo depende da gramatura e qualidade do papel utilizado. Recomendo que tenha um pedaço pequeno do papel que quer testar na sua carteira, assim quando for à papelaria, poderá testar. Em geral, eu diria para evitar o uso de canetas de ponta porosa à base de água e álcool. No entanto, se o papel que for usar for de gramatura maior (ou for o Tomoe River) e você não se incomodar com a sombra do texto escrito, essa caneta vai funcionar bem. Lembre-se apenas que se for pintar, a tinta vai vazar para o outro lado do papel.

Posts relacionados
Resenha: Canetas de ponta porosa

Dicas para melhorar a sua letra

como deixar a letra bonita caligrafia dicas

Nesse post eu reuni 4 dicas para você melhorar a sua letra, seja qual for. No final deste post há um vídeo falando um pouco mais de cada uma dessas dicas. Esse vídeo foi montado com vários snaps (eu não uso mais o SnapChat, substituí pelo IG Stories), por isso o formato e algumas frases repetidas.

1. Use papel quadriculado 
Pode ser comprado ou impresso em casa e pouco importa a qualidade do papel. Se a caneta escolhida passar para o outro lado do papel basta não usar o verso. Lembre-se de que você vai apenas praticar, nada de sair a procura do papel perfeito! Pode ser até papel de rascunho mesmo. Quanto mais simples o material menos receio você vai ter de começar a praticar. Eu prefiro o quadriculado de 0.5cm ou 0.6cm.

2. Escolha um estilo 
Bastão, cursiva, itálico, caligrafia moderna, lettering, etc. São muitas opções. Escolha apenas 1 estilo e pratique ele ao menos por dois meses para ver alguma mudança significativa. Depois que estiver satisfeita com esse estilo você pode passar para outro ou até mesmo inventar variações do mesmo estilo.

3. Escolha uma caneta
Eu sei bem o impulso que temos de sair por aí querendo ser PHD em canetas! Vídeos e mais vídeos no youtube, resenhas, etc. Não precisa nada disso. Pegue as canetas que tem, faça o teste que eu sugeri no vídeo e escolha uma caneta. Sim, umazinha só! Simplicidade é tudo para quebrar o gelo e começar agora mesmo!

como deixar a letra bonita caligrafia dicas

4. Pratique todo santo dia
Todo dia nem que seja 5 minutinhos! Se não tiver como, tente o máximo de vezes na semana que puder. O segredo está na periodicidade, não na intensidade. Aliás, se fizer muito tempo que você não escreve à mão, há grandes chances de você ficar com a mão cansada depois de 10-15 minutos. E mão cansada você já sabe, não vai escrever do mesmo jeito. Devagar e sempre, belezinha?

O imprimível gratuito da lojinha é perfeito para começar a praticar 
Sim, tem imprimível gratuito para baixar lá na fan page do Facebook (da minha lojinha The Jumping Fox). Eu sei que muitas de vocês não vai praticar porque não vai ter tempo de comprar o caderno com o papel quadriculado, então fiz o imprimível para facilitar ❤ Tem em dois tamanhos, A4 e Carta. Quem quiser saber as novidades por lá basta curtir a página.

Espero que vcs tenham gostado do post. Divirtam-se!

Como guardar lápis e canetas


Quem ama papelaria acaba adquirindo uma boa quantia de canetas, lápis, lapiseiras, canetinhas e marcadores. Se você fez ou faz um curso que precisa de diversidade desses materiais, então! Rapidinho você nem sabe onde colocar tanto material muito menos como armazená-lo. Ponta para cima ou para baixo? Eis a questão! Nesse post eu vou responder esta pergunta e também falar um pouquinho dos tipos dessas lindas ferramentas que utilizamos para escrever. Já aviso que o texto ficou longo, mas é porque ficou bem explicadinho. Um suco para te acompanhar, talvez?

É engraçado como algumas perguntas são fáceis de fazer, mas difíceis de responder. Motivo pelo qual estou escrevendo esse post 🙂 Quero deixar claro aqui que as minhas indicações são baseadas na minha própria experiência e bom senso (vocês já vão entender). Ao menos nos sites das marcas que eu visitei, não achei nenhuma informação a respeito além de que as canetas devem ser armazenadas com tampa e ao abrigo do sol/calor. Quer a resposta curta? Pois bem, depende, tanto do tipo da tinta como da quantidade de pontas. Essa resposta não ajuda muito, né? Por esse motivo separei tudo por tipo e respondi caso à caso.

Lápis e lapiseiras 
Esse é o mais fácil de todos, já que o pigmento dentro dele está na forma sólida. Você pode armazenar em qualquer posição. Se gosta de deixar os seus lápis sempre bem apontados, evite guardá-los de ponta para baixo pois o próprio movimento das pontas contra o fundo acabará por desgastá-las. No entanto, se for desajeitado ou se tiver crianças em casa, será mais prudente evitar deixar as pontas afiadas para cima.

Canetas esferográficas 
Coloridas ou nas cores básicas, essas são as canetas mais usadas, emprestas e perdidas! Elas não passam através do papel, nem mesmo o mais fininho deles. Eu guardo as minhas de ponta para baixo ou deitada (estojo), se for uma caneta que uso sempre. Há muitos anos eu tive problemas com canetas que vazavam, independente da forma que eram armazenadas.

Canetas de ponta porosa/feltro ou em formato de pincel 
Essas canetas possuem um refil esponjoso embebido em tinta líquida. Quando novas pouco importa como você vai armazená-las, mas conforme elas forem ficando velhas e menos tinta haver nelas, guarde-as de ponta para baixo. Assim você garante que a ponta ficará com tinta e pronta para quando você for usar. Minha forma preferida de armazená-las é deitada ou de ponta para baixo.

organizar organizador de canetas como fazer papelaria lapis de cor

Canetas de tinta líquida
Tanto as nanquins como as de ponta “agulha” possuem uma tinta bem líquida em contato direto com a ponta. Essas eu prefiro guardar de ponta para cima, em especial as nanquins.

Caneta gel 
Ahh, minhas canetas preferidas ❤ Essas canetas possuem uma tinta bem mais viscosa quando comparada com as outras canetas que mencionei. Isso quer dizer que a tinta de move dentro de seu reservatório de forma bem lenta, e por esse motivo eu as mantenho de ponta para baixo. Tem coisa pior do que você pegar uma caneta gel para usar e perceber que entrou uma bolha de ar dentro da tinta? Arrhhh! Raras as vezes que consegui recuperar uma caneta assim, mas, caso queiram tentar, pegue a caneta pela extremidade contrária a ponta e sacuda-a com movimentos bruscos em direção ao chão. Veja se a bolha de ar saiu. Outra alternativa e deixar a caneta de ponta para baixo por semanas e torcer para que a tinta consiga descer novamente.

Canetas com duas pontas
Alguns marcadores possuem essa embalagem com duas pontas, uma em cada extremidade da caneta. Elas são semelhantes as canetas de ponta porosa/feltro por dentro. Essas o melhor é que sejam mantidas na posição deitada, assim você garante que terá tinta de forma igual para as duas pontas da caneta. Faz sentido, não?

Espero que você tenha sobrevivido até aqui 🙂 Até o próximo post!

Post relacionados
O meu organizador de canetas e sugestões de DIY
Resenha de canetas de ponta porosa

Meu organizador de canetas e sugestões de como você pode fazer o seu

organizar organizador de canetas como fazer papelaria lapis de cor

Se tem um objeto meu que faz sucesso nas minhas fotos e vídeos (no Snapchat) é esse aí, meu organizador de canetas e outras coisinhas de papelaria. Eu comprei ele em uma loja note-americana chamada Michaels e infelizmente, até onde eu sei, não tem para vender no Brasil. Muito antes de existir esse blog, o Pinterest e DIY na internet, eu me virava com o que tinha em casa, principalmente reaproveitando embalagens. O acabamento podia não ser dos melhores, mas a utilidade era a mesma! Fica aqui então a minha sugestão de como você pode fazer o seu organizador.

O organizador da Michaels
Ele é de madeira MDF branca contendo 3 divisões: a de baixo onde encaixa duas gavetas, a do meio e a de cima são vãos livres. O organizador de canetas pode ser encaixado em um dos dois vãos ou usado na mesa (tanto na horizontal quanto na vertical).

organizar organizador de canetas como fazer papelaria lapis de cor

Medidas: 36cm (altura) x 36 cm (largura), 18cm de profundidade

Opção 1: Empilhar caixas de MDF 
Sabe aquelas caixas de madeira crua em MDF vendidas em casas de artesanato para você mesmo pintar? Então, elas são as melhores para fazer isso, são baratas e podem ser pintadas na cor que você quiser e achar que vai combinar melhor com a decoração do seu cantinho. Se não tiver uma loja de artesanato na sua cidade, procure por “caixas MDF cru” com a ajuda do Google. Há várias opções. Não esqueça de olhar os modelos de gaveteiro, organizador de chá, arquivo, etc. Se for empilhar, escolha peças com a mesmas profundidade e largura ou de mesma largura (empilhar fazendo uma escada).

organizar organizador de canetas como fazer papelaria lapis de cor

Opção 2: Reutilização de papelão, latas e potes de vidro
As caixas de alimentos (sucrilhos, chá, etc) e as de sapato são ótimas para fazer organizadores. Você pode tanto desmontá-las para reutilizar o papelão e fazer coisas diferentes como encaixar caixas menores dentro de maiores para criar as subdivisões. Dessa forma você não gasta nada com a compra desse material, basta esperar um tempo para juntar uma quantidade de caixas suficiente para fazer o que quiser ou pedir a ajuda da família e vizinhos para doar caixas para você. Caixas de objetos grandes como a televisão, computador, microondas e de produtos de supermercado também podem ser utilizados. Apenas escolhas as caixas que estiverem secas e sem cheiro (evite caixas de material de limpeza). Ah, não esqueça do miolo do rolo de papel higiênico e do papel absorvente, nem mesmo das latas e potes de vidro! São ótimos para organizar lápis e canetas.

Opção 3: Comprar organizadores para outros tipos de objetos 
Lojas de decoração e organização para casa são cheias de organizadores para banheiro, quarto, maquiagem, documentos. Alguns deles podem ser facilmente utilizados para itens de papelaria. Os organizadores transparentes de acrílico são divos demais!

Informações úteis 
Quando for em lojas, o ideal é você ter uma régua ou fita métrica e algumas medidas dos itens que você quer organizar. Facilita saber qual é a medida do seu maior furador de papel, largura do seu planner, e até o comprimento dos seus lápis (leve um com você, é fácil de testar na loja).

Sugestões de acabamento 
Pintura com tinta acrílica, colagem de papel + verniz, encapar usando papel contact, colar ou adesivar tecido.. Encapar com papel de presente e papel contact são as minhas opções favoritas.

diy pap organizadores lapis caneta washi

Precisa de mais fotos para te inspirar? 
Clica aqui para ver alguns DIYs de organização que eu reuni lá no Pinterest.

Aquarela no caderno de memórias (journal)

aquarela desenho journal caderno de memorias diário

Geralmente quando eu digo que tenho um journal e que escrevo memórias nele as pessoas acham que eu escrevo todo dia nesse caderno, sempre começando com as duas palavras mais clichês do universo: “Querido diário, …”. Nada contra quem possui esse hábito (saudável, diga-se de passagem), mas além de não ter a intenção de manter um registro apurado da minha vida, eu prefiro mesclar meus textos com reflexões, fotos em miniaturas e alguns desenhos pintados em aquarela.

aquarela desenho journal caderno de memorias diárioEu não tenho nenhum talento e nunca fiz curso de aquarela, embora já tenha utilizado em trabalhos da faculdade. Eu me classificaria mais como uma pessoa esforçada em experimentar e aos poucos aprender algo com isso. A parte chata da aquarela é que ela exige um papel apropriado, que aguente nem que seja um pouco de água. Após ler algumas resenhas, eu optei pelo refil para traveler’s notebook número 13 da Midori (lightweight paper) por ser mais barato e acessível para mim. E foi assim que consegui incluir pequenas pinturas em aquarela no meu journal.

 

aquarela desenho journal caderno de memorias diárioGeralmente eu desenho algo relacionado com o que aconteceu no dia que eu esteja escrevendo. Às vezes somente sobre algo que eu comprei ou ganhei de presente. Adoro documentar um pouquinho minhas viagens dessa forma também, são cheias de coisas interessantes para desenhar. Pessoalmente eu não tenho a menor pretensão em desenhar com muitos detalhes ou reproduzir com fidelidade o que eu vi. Nesses casos eu prefiro recorrer à um outro hobby meu, a fotografia. Um dia não quis saber de escrever, então eu fiz a receita do bolo de cenoura de forma ilustrada. Fiquei satisfeita com o resultado, deu até vontade de desenhar outras receitas.

aquarela desenho journal caderno de memorias diário

E aí? Gostou desse post? Gostaria de saber mais sobre esse assunto? Deixe aqui nos comentários o que gostaria de saber.

Post Relacionados
O que é journal?
Como fazer um traveler’s notebook
Como fazer um caderninho costurado à mão
Como fazer um caderninho sem costura