Como fazer um mapa mental

como fazer mapa mental

Certamente você já se deparou com um mapa mental (ou mind map, em inglês) e instintivamente parou alguns segundos para observar. Longe de ser um emaranhado de linhas que conectam entre si a partir de um ponto central, um mapa mental é uma forma de organizar informações. Na minha opinião, ele é a melhor maneira de transcrever visualmente o que pensamos sobre algo. Ao contrário de anotações, onde transformamos pensamentos em frases inteiras, o mapa mental se concentra em palavras e em como elas se relacionam entre si. Um mapa mental é muito semelhante da forma em que pensamos. Se eu lhe disser para pensar algo relacionado ao verão, você irá pensar em sol, calor, praia, ondas, sorvete, suco gelado, e assim por diante.  Você não vai pensar na forma de texto e formular 2 parágrafos completos!
como fazer mapas mentais

Passo-a-passo para fazer um mapa mental:
Se for a primeira vez que está fazendo um mapa mental, use apenas uma caneta e uma folha de papel. Depois poderá usar diferentes canetas coloridas à vontade.

  1. Coloque o tema no meio da folha
  2. Trace uma linha saindo do tema e escreva uma palavra-chave relacionada
  3. Repita os passos 2 quantas vezes achar necessário
  4. Escolha uma das palavras-chaves
  5. Trace uma linha saindo dela e escreva uma palavra relacionada
  6. Repita os passos 4 e 5 quantas vezes precisar
  7. Pare um momento para ler o seu mapa mental. Verifique se algo precisa ser corrigido. Se sim, corrija.
  8. Continue a adicionar informações ao seu mapa mental, até achar que ele representa visualmente a informação que precisa

como fazer mapas mentais
Vamos praticar rapidinho?
Mapas mentais são super fáceis de fazer, mas é preciso praticar um pouco para pegar bem a ideia. Minha sugestão de tema é “ideias para o que fazer em feriados prolongados”. Lembre-se de considerar diferentes previsões do tempo, afinal você quer estar preparada caso faça chuva ou faça sol! Separe 10 minutinhos, lembre-se de focar nas palavras-chaves e de ser breve ao escrever. Depois, compare com o meu mapa mental que está no final deste post.

Mapas mentais subjetivos como o deste exemplo não possuem certo ou errado, já que eles são baseados no que você pensa e em como você pensa no momento em que está escrevendo. Então não se preocupe em comparar os itens em si, mas sim a estrutura e tipo de organização. Eu poderia muito bem ter criado dois “em casa”, cada um dentro de “com sol” e “com chuva”, e então ter separado as atividades de acordo com a previsão do tempo. Não há problema duplicar palavra-chave se ela se comportar de forma diferente em contextos diferentes.

Use sempre que achar necessário
Eu uso mapa mental para tudo! Pra mim o mapa mental é uma ferramenta, uso nos estudos, para capturar ideias de um brainstorm, anotações durante uma reunião, pensar na estrutura de um texto longo, para auxiliar a resolver problemas ou decidir sobre algo. Uma vez familiarizado com o funcionamento de um mapa mental você saberá identificar os momentos que em o seu uso será realmente vantajoso.

Mapa mental digital
Eu gosto de papel e caneta, você não tem dúvida disso, né? Dependendo das circunstâncias, talvez você precisará do seu mapa mental inserido em um documento de texto, com imagens, colorido, etc. Nesses casos o uso de aplicativos ou programas se faz indispensável. Mind Meister é o meu favorito, mas é pago. Uma opção gratuita é o FreeMind.

como fazer mapas mentais

E você? Usa mapa mental? Tem dificuldade em fazê-lo? Deixe sua opinião aqui nos comentários!

Refil semanal e divisórias
O refil semanal e as divisórias que aparecem parcialmente na foto são da minha loja no Etsy. Se quiser dar uma olhadinha, use os links abaixo:

Refil semanal em uma página, pautado
A5: http://etsy.me/2bibj4r
Personal: http://etsy.me/2biCqfG

Divisórias
A5: http://etsy.me/1PFAEnU
Personal: http://etsy.me/28IUxqH

Posts relacionados
Como fazer anotações em sala de aula
5 dicas para uma semana produtiva
Código de cores e símbolos do Bullet Journal